sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Não entra (n)a cabeça

Estar a dormir é um movimento,
Uma entrada num túnel luzidio,
Estar a dormir é uma conversa,
Uma conversa que se fuma sozinho.

Estar acordado é um barco quieto,
Uma quietude debaixo de pontes,
Estar acordado é uma soma,
Uma soma em que não há copiar.

Estar a sonhar é uma saia ao vento,
Um salto com molas espetadas no nariz,
Estar a sonhar é um poço,
Um poço em que as águas são música.



Sem comentários: